Objetivo:

   A proposta da Oficina é de ensinar aos alunos, com apenas o uso da "Voz" e das mãos (também com apoio de um instrumento de percussão chamado Tabla) , e através do sistema tradicional rítmico da India de como funciona o RITMO todo modo. Este sistema lúdico, de cantar o ritmo em frases musicais é chamado de Tala.  Os alunos aprenderão através de um sistema milenar que trabalha com a interiorização do ritmo ao cantá-lo e contá-lo nos dedos e com a palma da mão. Tudo é sempre ilustrado pelo professor tocando o instrumento - a Tabla.

   Aprender sobre esta riqueza timbristica e rítmico-melodica, traz uma ampliação do conhecimento musical e uma nova dimensão e visão sobre o "Ritmo", assim como permite mais expressão de criatividade.

   Essa nova maneira de entender o ritmo está dentro de uma globalização artística que traz novas percepções estéticas. A musica indiana já é largamente estudada no mundo pelo seu conteúdo e está presente como fusion em diversos gêneros que vão do Jazz à world music, à musica eletrônica, Flamenco, etc.

Desenvolvimento:

   O curso trabalha dois aspectos. No primeiro os alunos aprendem, além de toda a parte teórica sobre ritmo na India, a cantar os Talas através dos Bols - Sílabas dos sons que são tocados em instrumentos como a Tabla. Pode-se estudar e entender todo o sistema de como funciona a rítmica indiana com a 'Voz'. Todo ciclo rítmico com seus temas e variações ou estruturas matemático-musicais indianas podem ser entendidos pelo cantar. Assim saberão sobre Tihais (frase repetida três vezes do começo de um ciclo ao outro, muito típica da divisão matemática indiana) e várias outras estruturas da ciência rítmica da índia.

   Em um segundo momento percebe-se a relação universal do ritmo aplicando esse método aos ritmos brasileiros e contemporâneos.